Antiga dona do Banif derrubada pelo Novo Banco

Citamos

Notícias ao Minuto

Empresa que controlava o banco madeirense foi obrigada a acelerar o processo de falência devido à falta de acordo com a instituição liderada por Stock da Cunha.

A dívida da Rentipar Investimentos ao Novo Banco foi decisiva para a queda da ex-dona do Banif. A garantia é dada pela edição de hoje do Jornal de Negócios, que revela a recusa do banco de transição do antigo BES em renegociar os valores devidos pela holding de Teresa Roque.

Em outubro do ano passado, a Rentipar tentou convencer o Novo Banco a aceitar a renegociação de 54,5 milhões de euros de incumprimentos, uma parte em papel comercial do BES e outra em créditos. A resposta da instituição liderada por Eduardo Stock da Cunha foi um claro ‘não’, que tornou “inegável a incapacidade” da Rentipar “em cumprir as suas obrigações contratuais”.

O Novo Banco garante que a dívida da ex-dona do Banif “não tem garantias especiais associadas” e avisa que não hesitará em recorrer à Justiça: “Não sendo possível, a curto prazo, encontrar uma solução, entregaremos o caso aos nossos advogados”.

Para além do ‘banco bom’ do antigo BES, a empresa de Teresa Roque deve 13,4 milhões de euros ao BCP, 8,9 milhões ao Banif e 60 milhões aos compradores das obrigações do grupo emitidas em 2011.