Operação cruzada com BES detetada pelo BdP, reconhece vice-governador

Citamos

Notícias ao Minuto

O vice-governador do Banco de Portugal (BdP), Pedro Duarte Neves, reconheceu hoje que foi detetada uma operação de financiamento cruzada entre o Banif e o BES, mas vincou a dificuldade de agir relativamente à mesma.

“Operações cruzadas são operações extraordinariamente difíceis de detetar. Elas são cruzadas, mas não são contratualmente cruzadas. Não há contratos a dizer que essas operações são cruzadas”, declarou o vice-governador, ouvido na comissão parlamentar de inquérito em torno do Banif.

Em causa está uma operação de financiamento ‘casada’ entre o BES e o Banif em agosto de 2014, quando o Banif concedeu crédito de 119 milhões a uma empresa do Grupo Espírito Santo (GES) – O BES seria alvo de uma medida de resolução nesse exato mês e o Banif também foi resolvido em dezembro de 2015.

Tal operação foi “identificada pela equipa de supervisão” do BdP, admitiu Pedro Duarte Neves, mas o BES acabaria por cair nesse exato mês.

Pedro Duarte Neves está a ser ouvido na comissão de inquérito desde cerca das 18:00.