Santander Totta só é dono de 20% do património imobiliário do Banif

Citamos

Económico

“Os imóveis eram detidos pelo fundo de investimento especial Banif Property, gerido pela Banif Gestão de Activos”, contando com 102 milhões de euros de activos, a maior parte dos quais imóveis arrendados a entidades do antigo Banif, explicou hoje José Ramalho

O Santander Totta ao comprar o Banif no âmbito da sua resolução ficou a deter 20% do fundo que controla os imóveis onde se situam os balcões do Banif, entre os quais o edifício-sede em Lisboa, segundo o BdP.

“Os imóveis eram detidos pelo fundo de investimento especial Banif Property, gerido pela Banif Gestão de Activos”, contando com 102 milhões de euros de activos, a maior parte dos quais imóveis arrendados a entidades do antigo Banif, explicou hoje José Ramalho, vice-governador do Banco de Portugal (BdP).

Ora, o Banif em base individual, isto é, o banco comercial que foi adquirido pelo Santander Totta, detinha apenas 20% deste fundo, estando outros 49% nas mãos de outras entidades do grupo que passaram para a Oitante, o veículo estatal criado para gerir os ativos que o banco liderado por Vieira Monteiro não quis.

A restante percentagem do fundo estava dispersa por um conjunto de investidores não especificados, informou José Ramalho durante a sua audição na comissão parlamentar de inquérito ao Banif.

Com a resolução, manteve-se a divisão, o que significa que “neste momento, o Santander detém 20% deste fundo que tem lá dentro uma série de imóveis, incluindo a sede” do antigo Banif, localizada na Avenida José Malhoa, em Lisboa, especificou José Ramalho, que preside o Fundo de Resolução.