Bem vindos

A MIGUEL REIS & ASSOCIADOS – SOCIEDADE DE ADVOGADOS, SP,RL é uma sociedade de advogados, com sede em Lisboa, que tem dado uma especial atenção à defesa dos investidores lesados pelas resoluções bancárias do BES e do BANIF, desde o ano 2014.

Este site destina-se a difundir informação essencial sobre a reclamação para a comissão de peritos independentes, nomeada pela Ordem dos Advogados para analisar  a eventual violação das normas legais relativas à comercialização de produtos financeiros.

Para outros assuntos consulte os outros sites da MRA.

RECLAMAR JUNTO DA COMISSÃO DE PERITOS ATÉ 08 DE JUNHO

Por iniciativa do Governo, foi constituída pela Ordem dos Advogados, uma comissão de peritos independentes para definir o perímetro dos investidores não qualificados do BANF que tenham sido enganados pelo próprio BANIF  ou por intermediários financeiros, na negociação de valores mobiliários.

O universo das reclamações abrange valores mobiliários do BANIF ou de sociedades do Grupo BANIF, ainda que de direito estrangeiro.

Os peritos são os advogados Alexandre Jardim, João Moreira da Silva e Catarina São Pedro.

As reclamações a apresentar a essa comissão devem, de forma fundamentada, procurar demonstrar que a negociação dos produtos financeiros adquiridos pelos investidores não qualificados, diretamente ao BES ou através de intermediários financeiros, foi marcada pela violação da lei e das normas reguladoras dos mercados financeiros.

O anúncio da constituição da comissão foi publicado no dia 23 de abril.

O prazo para a apresentação das reclamações termina no dia 23 de maio.

 

O objetivo da reclamação

Sabe o que é um perímetro?

É uma espécie de cerca, redondel, ou espaço fechado.

A comissão vai decidir quem tem o direito de ficar lá dentro…

Os direitos de quem for admitido para ficar dentro da cerca

O Estado vai alocar dinheiros públicos para a constituição de um fundo de recuperação de créditos dos investidores que ficarem dentro do referido “perímetro”.

O fundo a constituir com dinheiros públicos vai “comprar” os direitos desses investidores e tentar cobrar os seus créditos.

Pagará aos investidores com os recursos emprestados pelo Estado e passará a controlar todos os direitos que lhe foram transmitidos.

Significa isto que só quem reclamar e demonstrar que foi enganado pelo banco ou por intermediário financeiro é que receberá a parte do cacau que lhe cabe na distribuição dos dinheiros públicos dentro do perímetro.

Por isso aconselhamos todos os que  considerem que foram enganados na comercialização de produtos financeiros do BANIF a apresentar a reclamação à comissão independente.

Ofereçam as testemunhas que, de forma segura, possam testemunha o engano. Nem todos os funcionários bancários são desonestos.

Há muitos, incluindo os reformados e contando com todos os que não estão dependentes do sistema bancário, que se dispõem a falar verdade.

O tempo é muito curto

Não se descuide, porque o tempo é muito curto…

E a elaboração da reclamação não é uma coisa simples.

Método sugerido

Leia atentamente o anúncio

Leia atentamente o regulamento

Tente preencher o formulário da comissão

Tente obter depoimentos escritos de testemunhas que tenham assistido à negociação dos produtos financeiros.

Se conseguir fazer isto, leia e releia o que escreveu e, se estiver satisfeito, junte os documentos referidos no formulário e envie por email ou por correio registado à comissão de peritos.

Dificuldades

A principal dificuldade na elaboração desta reclamação reside no facto de ela ter como objeto exclusivo a demonstração e a prova de que os reclamantes foram “lesados com a prática de intermediação financeira” do banco ou intermediário que lhes vendeu os valores mobiliários em causa, constituindo essas operações de comercialização causa determinante dos prejuízos sofridos.

O pedido formulado à comissão de peritos é o de que proceda “à análise e diligências necessárias no que respeita à comercialização dos valores mobiliários em causa, de forma a aferir da desconformidade da mesma face aos deveres e princípios fundamentais da intermediação financeira.”

Apoio dos nossos advogados

Esta matéria não é pacífica nem consensual.

Os nossos advogados têm posições não só diferentes como até divergentes sobre alguns dos aspetos destas reclamações.

Os interessados têm a oportunidade de falar com cada um deles e de escolher os serviços de quem os atender, na hipótese de precisarem apoio à elaboração das reclamações.

Importante é não deixar as reclamações para os últimos dias.

É preciso caracterizar, de forma precisa, os factos em que assenta o juízo de ilicitude na comercialização.

Se pretender que os nossos advogados preparem a reclamação e a enviem, siga os seguintes passos:

  1. Prencha  o formulário para recolha de dados;

  2. Preencha-o com todo o cuidado, especialmente no que se refere à identificação do valor mobiliário. Deve preencher um formulário por cada tipo de valor mobiliário.

  3. Envie os documentos ao nosso escritório pelo endereço deste link. Se tiver dúvidas, questione os nossos advogados.
  4. O/a advogado/a pode ter necessidade de falar consigo, pelo que recomendamos que fique contactável.

Contactos

         Encontra os contactos dos nossos advogados e dos funcionários administrativos no link da equipa MRA.

Condições

Se pretender recorrer ao nossos serviços, contacte-nos com a maior urgência, porque o prazo é muito curto. Acaba no dia 23 de maio.

 

Princípios

Se tiver dificuldade na compreensão dos princípios que regem a intermediação financeira, consulte este documento de síntese, por nós elaborado.

Se tiver dificuldade na compreensão dos princípios que regem a intermediação financeira, consulte este documento de síntese, por nós elaborado.

Exercício

         – Imprima este texto

         – Ligue o computador e escolha um programa de gravação de vídeo

           – Faça a si próprio(a) as seguintes perguntas e grave as respostas.

  1. Nome
  2. Idade
  3. Escolaridade
  4. Produto financeiro
  5. Valor
  6. Alguma vez – antes desta – investiu em produtos financeiros?
  7. Qual a sua experiência anterior? Com que banco?
  8. Considera-se enganado(a)? Porquê?
  9. Sentiu-se pressionado(a) pelo funcionário bancário para adquirir esses produtos financeiros?
  10. Quais foram os argumentos usados?
  11. Conhecia os funcionários há muito tempo?

Refira todos os detalhes do engano que se que considera vítima.

Equipa

Miguel Reis
Miguel Reis
Advogado

Presidente do Conselho de Administração

Escritório Central

Telefone – (351)213852138

Telemóvel sociedade – (351) 932304940

Whatsapp – (351)932304940

Skype – miguelreis_advogado

Miguel Reis
Alberto Vaz
Alberto Vaz
Advogado/Administrador

Cédula profissional n.º 49.045P

alberto.vaz@lawrei.com

Escritório Central

Telefone +351 213 852 138

Telemóvel +351 931 852 073

Whatsapp: +351 960 228 805

Skype: alberto.vaz_mralisboa

Alberto Vaz
Joana Nunes
Joana Nunes
Advogada/Sócia

Cédula profissional n.º 52.544L

Escritório Central

joana.nunes@lawrei.com

Telefone MRA:+351 213 852 138

Telemóvel MRA: +351 932 304 943

WhatsApp: + 351 96 192 44 53

Skype: joananunes_mralisboa

Joana Nunes
Helena Cunha Serra
Helena Cunha Serra
Advogada/Sócia

Cédula profissional n.º 15.542L

helena.serra@lawrei.com

Escritório Central

Telefone +351 213 852 138

Telemóvel +351 931 852 073

Whatsapp: +351 914 014 590

Skype: helenamgccserra

Helena Cunha Serra
Miguel Arromba
Miguel Arromba
Advogado Associado

Cédula profissional n.º 58412C

miguel.arromba@lawrei.com

Escritório Central

Telefone +351 213 852 138

Telemóvel +351 931 852 073

Whatsapp: +351 931 852 073

Skype: miguel.arromba36

Miguel Arromba
Rafaela Machado
Rafaela Machado
Advogada Associada

Cédula profissional OAB/CE nº 28420

Cédula profissional OAP nº 60537L

rafaela.machado@lawrei.com

Escritório Central

Telefone MRA: +351 213 852 138

Telemóvel MRA: +351 932 304 943

Whatsapp: +351919081504

Skype: rafapdeandrade

Rafaela Machado
Ana Soares da Costa
Advogada
Ana Soares da Costa
Humberto Adrião
Humberto Adrião
Advogado Associado

Cédula profissional n.º 51356P

humberto.adrião@lawrei.com

Escritório Porto

Telefone +351 22 326 27 95

Telemóvel +351 931 852 073

Whatsapp: +351 918 293 546

Skype: humbertoadriao

Humberto Adrião
Catarina Marques
Catarina Marques
Advogada estagiária

Cédula: 42060L

Catarina.marques@lawrei.com

Telefone: +351 213 852 138

Telemóvel sociedade: +351 932 304 943

Whatsapp: +351 910 848 677

Skype: catarinaazevedomarques

Catarina Marques
Taiza Alves
Taiza Alves
Advogada estagiária

Escritório Central

Telefone:+351 213 852 138

Telemóvel sociedade: +351 964 501 188

Whatsapp: +351 964501188

Skype: taiza.alves_lawrei

Taiza Alves
Daniel Modesto Pinto
Daniel Modesto Pinto
Advogado estagiário

Cédula: 42524L

daniel.pinto@lawrei.com

Escritório Central

Telefone: +351 213 852 138

Telemóvel sociedade: +351 932 304 943

Whatsapp: +351 919133694

Skype: daniel.j.pinto

Daniel Modesto Pinto
Lucélia Lima
Lucélia Lima
Jurista
Lucélia Lima
Helena Baeta
Helena Baeta
Secretária geral
Helena Baeta
Isabel Ferreira
Isabel Ferreira
Administradora/Recursos Humanos

Cédula profissional OPP n.º 13347

isabel.ferreira@lawrei.com

Escritório Central/Goa

Telefone +351 213 852 138

Telemóvel +351 931 852 073

Whatsapp: +351 914 428 790

Skype: mra_lawyers_lisbon_overseas

Isabel Ferreira
Claudia Ivo
Claudia Ivo
Assistente administrativa
Claudia Ivo

RSS Últimas notícias

Receba as nossas comunicações

Registar

Registe-se, se quiser ser informado das publicações que inserimos no blogue desta pagina.

Contactos

Estes são os endereços e contactos dos nossos escritórios. Os contactos de cada um dos advogados e dos assistentes administrativos podem ser acedidos na diretoria Equipa.

Contactos

Escritório Central
Rua Marquês de Fronteira 76-5º, 1070-299
1070-299 Lisboa – Portugal
(351) 932394943
(351) 213863663